Como funciona leilão de motos apreendidas?

Para quem não sabe pelo menos uma vez ao ano o Detran de cada cidade realiza uma modalidade de venda de veículos ou motos sem custo alto que é o leilão de motos apreendidas.

É uma espécie de alienação de veículos, organizada diretamente por cada posto regional do Detran em seus dias e horários agendados e com um pouco de publicidade, tanto pela internet como pelos meios de comunicação.

Como funciona o leilão de motos apreendidas

Uma moto é apreendida caso ela esteja com alguma inadimplência de pagamento referente ao financiamento e aí é expedido o mandado de busca e apreensão do veículo pelo banco, caso tenha sido parado em alguma blitz por alguma infração ou tenha sido apreendida pela polícia em alguma operação.

Todas as motos apreendidas param no pátio do Detran da sua localidade e só podem permanecer lá por no máximo 90 dias, caso sua situação não seja reclamada pelo dono original ou não tem sido tomada nenhuma medida elas vão automaticamente para o leilão de motos.

A partir do momento que o leilão de motos apreendidas é pré-agendado, é feita uma pequena divulgação nos principais meios de comunicação e na internet e um edital é publicado, informando dia, modelos e todas as regras necessárias para a participação de um leilão de motos.

Como faço para participar de um leilão de motos?

O processo é bem simples, importante que você fique atento ao edital que informa todos os dias e horários pré-agendados e a forma de participação, se é obrigatório ser presencial ou se pode ser feito os lances pela internet.

LEIA TAMBÉM: Como participar do leilão de motos?

O leilão de motos apreendidas é presidido por um leiloeiro oficial, que realiza a passagem de informações básicas sobre cada veículo apreendido e o valor mínimo para lance, conforme os lances forem acontecendo tanto online ou como um aceno de mão presencialmente, o lance maior irá vencer e assim adquirir o Veículo.

Pode rodar com moto de leilão?

Isso é uma dúvida muito comum, mas depende de dois fatores: estado de conservação e documentação.

No estado de conservação, a moto pode estar bem conservada ou em estado de sucata. Se estiver em bom estado e isso pode ser certificado antes do próprio leilão de moto, sim pode rodar sem problema algum, mas é importante verificar a documentação para isso.

Por isso, cheque no Detran da sua região se há necessidade de rematricular o veículo, se o IPVA está em dia e se foi feita a transferência do documento do dono antigo para o novo e isso tudo pode ser averiguado antes do leilão, para evitar dor de cabeça.

Ja motos que estão em estado de sucata, não podem voltar para o tráfego e por isso só tem destino para desmanche.

LEIA TAMBÉM: Score de Crédito: Como aumentar o seu?

Como participar de leilão de motos RJ?

É importante que você verifique no site do Detran do RJ pelos editais com datas e horários dos leilões de moto rj pré-agendados, e se a situação será online ou somente presencialmente.

De posse dessas informações, você pode se dirigir até o local informado para o leilão de motos RJ, dentro do pátio do local todos os veículos disponíveis para o leilão ficam acessíveis para exame dos possíveis compradores.

Inclusive nesse momento, é possível avaliar as regras do leilão de compra e aproveitar para inspecionar o estado geral dos veículos, visto que no leilão o comprador adquire o veículo no estado em que ele se encontra no momento.

No dia do leilão, os interessados preciso realizar um cadastramento prévio, independente se são pessoas jurídicas ou pessoas físicas para que assim possam participar sem reservas, é importante que eles podem os documentos necessários que seriam uma cópia e a original dos documentos de RG e CPF no caso de empresas CNPJ.

Como um  leilão de motos RJ, quem der o maior lance pelo veículo arremata o bem. Existem algumas formas para que o leilão aconteça, essas normas são estipulados pela região do Detran que será realizado o leilão, normalmente o proprietário já assina o comprovante de compra logo após a finalização do leilão e já realiza o pagamento à vista de pelo menos 20% a 30% do lance efetuado.

Caso o leilão seja feito de forma online, o pagamento será realizado através de um boleto bancário, além disso existe uma taxa de comissão para o leiloeiro de aproximadamente 5% do valor total da compra que também é realizado no ato, o restante do valor pode ser quitado conforme o acordado no dia do leilão para seguir a rotina normal de serviço local.anche.

E aí, gostou do conteúdo? Aproveite e compartilhe em suas redes sociais e não se esqueça de deixar sua opinião abaixo, principalmente se já participou de um leilão de motos apreendidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *